RBS divulga balanços de 2021 com crescimento | Grupo RBS
Banner Interno

Relações com Imprensa

RBS divulga balanços de 2021 com crescimento

Receita de televisão e rádio e crescimento do digital puxaram resultados pós-crise econômica

O Grupo RBS apresentou, em 2021, lucro líquido de R$ 70 milhões em suas principais empresas de mídia. No consolidado, a RBS também apresenta uma situação financeira muito confortável. Fechou o ano com caixa de R$ 292 milhões, superando suas dívidas em R$ 147 milhões.

O bom desempenho do ano se refletiu num Plano de Participação de Resultados (PPR) de 2,33 salários, o que representou a distribuição de R$ 24,2 milhões aos colaboradores, reforçando a crença da companhia na valorização das pessoas.

– Após passar por uma das maiores crises econômicas globais em 2020, causada pela pandemia, iniciamos o processo de recuperação. Nossos resultados materializam a crença de nossos clientes no produto que oferecemos e a capacidade da comunicação de contribuir com a atividade econômica – destaca o presidente do Grupo RBS, Claudio Toigo Filho.

Em 2021, as receitas da RBS tiveram crescimento especialmente nas operações de TV, rádio e digital. Na RBS Participações (que reúne as principais operações de televisão do grupo), o lucro líquido foi de R$ 55,6 milhões, 238% maior do que em 2020. Os resultados demonstram o vigor da TV aberta no Brasil e a solidez da parceria da RBS com a Rede Globo. Já a rádio Gaúcha, que completou sete anos ininterruptos como líder de audiência na Grande Porto Alegre, apresentou faturamento de R$ 55,9 milhões, com crescimento de 16% em relação ao ano anterior.

No segmento jornais, apresentou lucro líquido de R$ 17,1 milhões e faturamento de R$ 210,3 milhões, 9% abaixo de 2020. O destaque foi resultado da plataforma digital GZH, que teve crescimento de 23% na receita de assinaturas e de 13% na receita de publicidade, na comparação com o ano anterior. Em todas as suas plataformas, GZH totalizou mais de 804 milhões de pageviews em 2021, com média de 13,7 milhões de usuários por mês no site.

A empresa atribui sua solidez econômica a alguns fatores. A liderança de consumo de todo o seu portfólio no Estado, com destaque para a RBS TV, que ganhou share em 2021 e conecta-se, diariamente, com 4,3 milhões de gaúchos. Além de uma gestão responsável e com visão de futuro, que promoveu ações de eficiência e produtividade em 2020. Com tais medidas, em 2021, em um cenário econômico ainda instável, a empresa ousou, por exemplo, ao enviar uma equipe para a Olimpíada de Tóquio, sendo a Gaúcha a única emissora de rádio do Brasil licenciada para a competição.

Os resultados positivos celebram o fechamento de um ciclo estratégico que se iniciou em 2016. A RBS foi pioneira na implementação de um modelo de atuação comercial inovador na indústria de mídia brasileira. Criando uma oferta de produtos e serviços para o mercado publicitário, investindo em uma área de dados – o que reforçou sua expertise de especialista sobre o consumidor gaúcho – e mudando a forma de se relacionar com os clientes – passando de uma estrutura organizada por produto para uma organização consultiva e por clientes –, a empresa se posicionou como cliente centric, colocando o anunciante e suas necessidades no centro da estratégia comercial e integrando todo o seu atendimento ao mercado. Além disso, criou GZH em 2017, com um modelo de negócio baseado em paid content e conteúdo local.

Comprometida com o futuro e posicionada para um novo ciclo de crescimento, a empresa anunciou, no ano passado, que, até 2024, serão investidos R$ 70 milhões na modernização dos parques tecnológicos de rádio e televisão, no desenvolvimento de produtos e em digital. Mais recentemente, a RBS anunciou uma frente para novos negócios, em fase de estruturação: RBS Ventures. Também quer estar cada vez mais próxima das comunidades onde atua e está investindo em iniciativas que vão ao encontro do desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Sul, sendo parceira, por exemplo, do Pacto Alegre, e do South Summit, além de uma das fundadoras do Instituto Caldeira – todos movimentos da sociedade organizada para promover a inovação e o desenvolvimento do Estado. Ainda liderou a articulação de empresários e entidades para o movimento Unidos pela Vacina no Estado.

Neste ano de 2022, essa estratégia vem sendo reforçada. Com esse propósito, a RBS deu luz ao problema da estiagem no Estado, com debates transmitidos diretamente das regiões mais atingidas, e esteve presente em grandes eventos como a Festa da Uva, a Expodireto e o aniversário de 250 anos da Capital, tanto com cobertura editorial quanto com ações institucionais. Além disso, enviou um correspondente à Ucrânia e, também, acompanhou comitivas de empresários gaúchos tanto à NRF, maior feira global de varejo, quanto ao SXSW, ambos nos Estados Unidos.

– Acreditamos que unir esforços é fundamental para seguir evoluindo. Com o arrefecimento da pandemia e a retomada econômica, estamos nos dedicando muito a esse propósito, colocando os nossos espaços, a nossa arena, à disposição das causas que contribuem para o nosso Estado – afirma Toigo.