Na linha de provocar a reflexão, Grupo RBS lança campanha para o Dia da Consciência Negra | Grupo RBS
Banner Interno

Relações com Imprensa

Na linha de provocar a reflexão, Grupo RBS lança campanha para o Dia da Consciência Negra

Como forma de buscar respeito e igualdade, ação convida os gaúchos a aprenderem e a se informarem mais sobre a causa

Anúncio Dia da Consciência Negra. Crédito: Divulgação.

Anúncio Dia da Consciência Negra. Crédito: Divulgação.

Mais do que simbolizar as lutas e conquistas da população negra, o dia 20 de novembro é uma data para refletir, olhar para o futuro e entender o que ainda precisa ser feito para alcançarmos um mundo mais igual e justo. Para contribuir com esse objetivo, o Grupo RBS lança, nesta sexta-feira (20), a campanha “Busque Ouvir”, em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrada nesta mesma data. A partir de peças publicitárias e conteúdos editoriais em GZH, Gaúcha, RBS TV, Zero Hora, Diário Gaúcho e Pioneiro, a empresa convida os gaúchos a aprenderem e se informarem mais sobre essa causa, para que todos os outros dias sejam de respeito e igualdade.
Entendendo que a informação é uma das principais formas de conscientização, ao longo desta sexta-feira, dicas como sugestões de leituras, podcasts e influenciadores serão divulgadas nas redes sociais da RBS. Da mesma forma, o tema também está presente no editorial, como forma de incentivar o público a entender, compartilhar, agir e se conscientizar. Na quarta-feira (18) a RBS TV veiculou, no Bom Dia Rio Grande, uma entrevista sobre expressões racistas com Maristela dos Reis Sathler Gripp. Na manhã de hoje, o telejornal também entrevistou Aline Néglia, autora do livro “Infância Sem Racismo”. Os telespectadores podem conferir, ainda, entre quarta e sexta-feira, uma série especial do Jornal do Almoço que, em três episódios, aborda racismo como crime, autoestima de crianças negras e o movimento do Grupo Palmares. No RBS Notícias, o foco será as desigualdades econômicas entre trabalhadores negros e brancos.
Desde a segunda-feira (16), a série especial “Nossa Voz” está sendo exibida diariamente no Globo Esporte RS. Em um conteúdo integrado, as equipes de Esportes de GZH e da RBS TV entrevistaram atletas profissionais, de base, ex-atletas e familiares de atletas para ouvir, sob diferentes perspectivas, como superam barreiras impostas pelo racismo estrutural e se tornaram atletas de ponta em diferentes níveis e modalidades. Nesta sexta-feira, a série será encerrada com a história da ex-ginasta Daiane dos Santos. Os vídeos das reportagens que já foram veiculadas podem ser conferidos no ge.globo/rs. A reunião de todo o material de entrevistas do “Nossa Voz” estará nas páginas do Esporte na Zero Hora desta sexta-feira, que também destacará atletas negros que entraram para a história.
Em Zero Hora, nesta sexta-feira, uma reportagem sobre ações para combater o racismo e para educar crianças sem preconceito foi publicada. A edição também traz na capa do Segundo Caderno o programa “Falas Negras”, um especial que será transmitido na RBS TV nesta sexta-feira, às 23h, trazendo 22 depoimentos reais de pessoas que lutaram contra o racismo e pela liberdade. Além disso, com os recentes resultados das eleições municipais, GZH e ZH terão também uma reportagem com os cinco vereadores negros eleitos em Porto Alegre.
Para valorizar e divulgar o que é feito por pessoas negras, na quarta-feira (18), o Segundo Caderno publicou uma entrevista especial com o duo Cinquenta Tons de Preta, que está lançando um novo disco. Além disso, marcas lançadas por mulheres negras protagonizam uma matéria na próxima Revista Donna.
Resgatando as origens do Dia da Consciência Negra, na data, o programa Timeline, da Gaúcha, entrevistará o advogado Antônio Carlos Côrtes, um dos fundadores do movimento que deu origem ao 20 de novembro. Da mesma forma, no Diário Gaúcho, a colunista Liliane Pereira abordou em artigo especial, nessa quinta-feira, sobre por que há a necessidade de termos essa data. Hoje, o DG traz também uma reportagem especial sobre o Movimento Negro nas periferias.
No Pioneiro, os leitores poderão conferir uma reportagem sobre a maior bancada negra da história da Câmara de Vereadores de Caxias. Na Gaúcha Serra, será feita uma entrevista com Chiquinho Divilas, rapper caxiense que está lançando o livro Hip Hop nas escolas e que é um dos agentes de transformação da realidade de uma das maiores comunidades de Caxias por meio das rimas.
Durante esta semana, encontros virtuais estão acontecendo entre os colaboradores da empresa e convidados externos. Na quarta-feira, com mediação da jornalista Fernanda Carvalho, o advogado Fabiano Petry, a consultora de RH Lucelia Ourique e Karen Santos, vereadora mais votada de POA, falaram sobre representatividade. Na quinta, o papel da branquitude na luta antirracista foi tema para Manoel Soares, comunicador da TV Globo, o músico Thedy Correa e as jornalistas Kelly Matos e Iarema Soares, da RBS. E já nesta sexta, os colaboradores Marck B, Seguidor F, Bruno Teixeira e Jennifer Dutra conversam com Dudu Franco, comunicador Web Rádio Comunitária, sobre vivências negras.
Em 2019, GZH lançou o podcast “Coisa de preto”, conduzido pelos jornalistas Iarema Soares e Bruno Teixeira. Ao longo de oito episódios, a dupla trouxe convidados para dar visibilidade para entrevistas e debates que ajudam a construir outros tipos de narrativas sobre o povo negro. Os episódios, que estão disponíveis em GZH, vão ser, novamente, divulgados ao público na data.
Internamente, o assunto também pauta o Grupo Afro, coletivo de afinidade da causa negra na RBS. A iniciativa reúne profissionais da empresa para discutir com mais profundidade sobre as questões raciais. Criado em 2017, hoje o grupo é composto por mais de 50 funcionários.