Master Class Planeta Atlântida compartilha os bastidores do maior festival de música do sul do Brasil | Grupo RBS
Banner Interno

Relações com Imprensa

Master Class Planeta Atlântida compartilha os bastidores do maior festival de música do sul do Brasil

Resultado de uma parceria entre o Grupo RBS e a PUCRS, o curso de extensão ocorreu nesse fim de semana, no campus da Universidade

Master Class Planeta Atlântida. Crédito: Pietro Meinhart.

Master Class Planeta Atlântida. Crédito: Pietro Meinhart.

Para um grande festival sair do papel e virar um ícone do entretenimento do Estado por mais de duas décadas é preciso planejamento, profissionalismo, execução de alta qualidade e investimento em comunicação. Com uma boa dose de adrenalina e paixão, é claro. Foi isso que os 131 alunos que participaram do Master Class Planeta Atlântida, tiveram a oportunidade de conhecer de perto, na prática e na teoria, com quem faz o Planeta Atlântida acontecer.

As aulas teóricas do curso de extensão, realizado pela PUCRS em parceria com o Grupo RBS e a DCSet, realizadores do Planeta, ocorreram nesse fim de semana, no campus da Universidade. Ao todo, foram 30 horas de troca sobre construção de marca, captação de recursos e ativação, liderança de times em grandes eventos, engajamento e comunicação e infraestrutura e ambiente. Os cinco módulos de conteúdo foram ministrados por quatro professores da PUCRS e por dez profissionais do time do festival, que compartilharam as experiências e os aprendizados das 24 edições do megaevento.

– Desde 1996, o Planeta Atlântida nasce e renasce todos os anos com uma série de novidades, mas sempre com o objetivo de reforçar a nossa essência de marca e o nosso propósito de oferecer uma experiência muito especial para quem vai lá e um conjunto de sentimentos e significados que só quem vai lá sente e só quem vai lá vive – destaca o diretor-executivo de Marketing da RBS, Marcelo Leite.

Além da parte teórica, os alunos que se matricularam até o dia 25 de janeiro tiveram a oportunidade de conhecer os processos de montagem e a estruturação do evento no dia 31 de janeiro, um dia antes do início do festival. Na ocasião, os inscritos exploraram o Parque Planeta em uma visita conduzida pelos organizadores do Planeta Atlântida, descobrindo na prática os detalhes da preparação de todos os espaços, das estruturas de palco aos camarins dos artistas.

– Essa é uma conexão de troca entre o trabalho que há tanto tempo é executado pela RBS junto a esse grande evento e o que significa para a PUCRS promover esse espaço de escuta, de conversa, de aprendizado e de experiência, acima de tudo – afirma a decana da Escola de Comunicação, Artes e Design da PUCRS, Cristiane Mafacioli.