RBS anuncia venda do Diário de Santa Maria | Grupo RBS
Banner Interno

Relações com Imprensa

RBS anuncia venda do Diário de Santa Maria

Decisão parte de visão estratégica e foco em marcas de jornais com abrangência estadual

Foi anunciado nesta quinta-feira (24) acordo para a venda do Diário de Santa Maria a um grupo de empresários santa-marienses. A decisão parte de uma visão estratégica da operação de jornais da RBS, com objetivo de focar esforços em Zero Hora e Diário Gaúcho, marcas de jornalismo com abrangência estadual, reconhecidas pelos gaúchos.

Fundado em 2002, o Diário de Santa Maria passará a ser administrado pelos empresários Paulo Ceccim, Carlos Costa Beber, Renor Beltrami, Flavio Jobim, Mauro Della Pasqua, Valnei Beltrame, Jairo Libraga, Giuliano Vendrúsculo e Luiz Fernando Pacheco, sob coordenação jurídica de Marcelo Zampieri e Ricardo Jobim, a partir de 1º de fevereiro. A linha editorial será independente da adotada pela RBS. O processo de transição pode durar até 18 meses com o objetivo de garantir a continuidade das operações.

O Grupo RBS seguirá exercendo seu propósito enquanto empresa de comunicação em Santa Maria, a partir de suas operações de rádio e televisão, com as marcas RBS TV, Gaúcha e Atlântida. A Rádio Gaúcha estará ainda mais presente nas demandas da comunidade por meio de novos espaços locais de programação.

Banner Interno

Relações com Imprensa

RBS anuncia venda do Diário de Santa Maria

Decisão parte de visão estratégica e foco em marcas de jornais com abrangência estadual

Foi anunciado nesta quinta-feira (24) acordo para a venda do Diário de Santa Maria a um grupo de empresários santa-marienses. A decisão parte de uma visão estratégica da operação de jornais da RBS, com objetivo de focar esforços em Zero Hora e Diário Gaúcho, marcas de jornalismo com abrangência estadual, reconhecidas pelos gaúchos.

Fundado em 2002, o Diário de Santa Maria passará a ser administrado pelos empresários Paulo Ceccim, Carlos Costa Beber, Renor Beltrami, Flavio Jobim, Mauro Della Pasqua, Valnei Beltrame, Jairo Libraga, Giuliano Vendrúsculo e Luiz Fernando Pacheco, sob coordenação jurídica de Marcelo Zampieri e Ricardo Jobim, a partir de 1º de fevereiro. A linha editorial será independente da adotada pela RBS. O processo de transição pode durar até 18 meses com o objetivo de garantir a continuidade das operações.

O Grupo RBS seguirá exercendo seu propósito enquanto empresa de comunicação em Santa Maria, a partir de suas operações de rádio e televisão, com as marcas RBS TV, Gaúcha e Atlântida. A Rádio Gaúcha estará ainda mais presente nas demandas da comunidade por meio de novos espaços locais de programação.